Veja dicas de especialistas para combater a depressão


A depressão já afeta 322 milhões de pessoas no mundo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) referente ao ano de 2015. Em 10 anos, este número se elevou em 18,4%. No Brasil, 5,8% da população sofre desta doença, que afeta um total de 11,5 milhões de brasileiros. A OMS destaca ainda que o Brasil é o país com maior prevalência de depressão da América Latina e o segundo com maior prevalência nas Américas, atrás somente dos Estados Unidos, com 5,9% de depressivos. Um dos pontos é que o Brasil é recordista mundial em prevalência de transtornos de ansiedade: 9,3% da população (cerca de 18,6 milhões) tem esta dificuldade. Após estes dados preocupantes, será que tem como combater a depressão? Antes de pensarmos em afastar essa doença, precisamos entender a sua definição: a depressão é uma doença psiquiátrica, crônica e recorrente, que produz uma modificação no humor caracterizada por uma tristeza profunda, sem fim, relacionada a sentimentos de dor, amargura, desesperança, desencanto, baixa autoestima e culpa, e também a distúrbios do sono e do apetite. Importante: na depressão, a tristeza não dá tréguas e o humor fica deprimido o tempo todo, por dias seguidos, e acaba o interesse pelas atividades, que antes davam satisfação e prazer. Ou seja é doença e precisa de ser tratado com profissionais de saúde: médicos e psicólogos.

Afinal, como combater a depressão?

Sabendo um pouco mais sobre a doença, uma das alternativas mais conhecidas para combater a depressão é a procura de uma ajuda de um psiquiatra que avalia a possibilidade do uso de medicamentos se necessário com sintomas graves e debilitantes. Além da terapia, da ajuda psicológica e às vezes medicamentosa, existem algumas estratégias simples e eficientes, principalmente para casos mais leves, que podem ajudar na melhoria da qualidade de vida.

Saiba como combater a depressão com essas 8 dicas:

Tenha uma agenda de atividades

Ter uma rotina de atividades para manter-se ocupada (o) é importante para afastar a melancolia e combater a depressão. Faça uma listinha de coisas para fazer na semana ajuda a dar motivação, manter a frequência e estimula a iniciativa para o dia seguinte. Mas concentre-se em atividades possíveis de serem executadas, senão pode gerar fracasso e piorar o quadro. Aulas, cursos, ler um livro, ver filmes, praticar voluntariado, caminhadas em parques, jardinagem ou qualquer atividade que costumava te dar prazer. Se esforce para isso. E valorize cada vitória na agenda! ????

Alimente-se com qualidade

Estar bem nutrido favorece a sensação de bem-estar, fundamental para pessoas com depressão. Para isso, faça as pazes com a comida e não viva de restrições, aumente o consumo de alimentos verdadeiros (frescos) e tenha bastante variedade entre os grupos alimentares, afinal, uma alimentação saudável é um passo importante nesta recuperação. Inclua cereais integrais, leguminosas (grão-de-bico, ervilha e feijão), oleaginosas (castanhas, amêndoas e nozes), carnes magras, peixes, ovos, leite, queijos, frutas e legumes. Esta variedade de consumo pode melhorar a produção de níveis adequados de neurotransmissores no organismo, proporcionando o controle do humor. Comer demais ou simplesmente não comer é bem comum em depressivos. Evite jejuns prolongados, dietas restritivas ou excessos alimentares, pois podem modificar a química do corpo. A privação de comida interfere na nossa memória e no nível de concentração, atenção, e com fome, ficamos mais irritados, mal humorados, o oposto para combater a depressão! Se possível, modere o consumo excessivo de café, chás escuros e álcool, bebidas que podem deixar a pessoa irritadiça, agitada e até atrapalhar o sono. Para excessos, lembre-se de comer devagar, saboreando os alimentos e atenta (o) a seus sinais de fome e saciedade.

Faça suas refeições em ambientes tranquilos, de preferência com uma música relaxante. Evite distrações ao se alimentar.

Mexa seu corpo

Se conseguir ânimo para se exercitar, será uma ótima maneira de relaxar a mente e também de diminuir a ansiedade e de combater a depressão. Escolha a atividade que melhor funciona para você, de acordo com suas preferências pessoais. Busque exercícios que goste de verdade e os faça diariamente, se possível ao ar livre. Vá pra rua, para o parque, respire ar fresco, conecte-se com a natureza e sinta a luz solar. A atividade física estimula a produção de hormônios que melhoram o humor, além de reduzir o estresse e melhorar o sono. Se tiver companhia, melhor ainda! Se a depressão transformou você em uma pessoa sedentária, comece devagar, aumentando gradualmente o tempo e a distância. Dê valor a cada progresso!

Descubra um meio de se comunicar
Dê valor aos seus sentimentos, não os esconda. As pessoas com depressão acabam se isolando e evitam se comunicar, o que pode agravar o quadro. Faça o contrário, converse sobre suas emoções, mas se não conseguir procure algum meio de expressá-las. Você pode começar a escrever, se envolver com dança ou música, começar a pintar ou qualquer outra forma de arte de sua escolha. As artes são formas profundamente terapêuticas de comunicação. E quando nos permitirmos fazer algo diferente, há mudanças químicas no cérebro. Portanto, faça algo novo, sempre que possível e aprenda novas maneiras de se expressar. Explore suas emoções, libertando-as daí de dentro!

Recupere uma boa noite de sono

Falta de sono ou dormir demais são quadros de pessoas com depressão. Alterações hormonais são os responsáveis e a sua regulação é essencial para amenizar os efeitos e combater a depressão. Algumas mudanças no seu estilo de vida podem auxiliar: tente não cochilar durante o dia para ter uma melhor noite de sono; exercícios de respiração ajudam a relaxar; tire as distrações o seu quarto (computador, televisão e celular) e tente ter uma rotina de horário de ir para a cama e de levantar. Estes pequenos ajustes farão o seu sono se regular o tempo.

Encontre sua espiritualidade

É uma ótima forma de ficar em paz, desenvolver a autorreflexão e combater a depressão. A yoga e a meditação são ótimas estratégias para relaxar, diminuir a ansiedade, melhorar o sono e pra fazer as pazes com você. Além de melhorarem a flexibilidade, exigem plena atenção, rompendo os pensamentos negativos; aumentam a força e tornam o praticante consciente da sua respiração. Pesquise grupos em sua região ou então, pratique sozinho. Se dê este presente de conhecer mais sobre si mesma (o)!

Adquira um Pet

Você já deve ter ouvido alguma história de melhoras clínicas com a companhia de Pets, não é mesmo? A interação com os animais é capaz de aumentar os níveis de serotonina. E além de auxiliar no combate a depressão, eles tiram os pacientes de casa devido a grande quantidade de energia que têm e precisam passear (ou correr) todos os dias. Essa nova companhia pode ser aquele estímulo que faltava para animar aquela caminhada!

Procure um terapeuta

Psicoterapeutas são treinados para ajudar a desenvolver novos padrões de pensamento e comportamento que aliviam e ajudam a combater a depressão, evitando reincidências. Estes profissionais irão fazer um plano de tratamento focado em suas necessidades. Não fique sozinha (o), busque ajuda!  Como vimos, há muitas estratégias que ajudam no processo de como combater a depressão. Esta doença não é sinal de loucura, nem de irresponsabilidade. Se você anda triste e acha que a vida perdeu a graça, procure ajuda de profissionais. O diagnóstico precoce é o melhor caminho para colocar a vida nos eixos novamente e ter uma vida mais feliz!
Fonte: Sophie Deram

Pensamento do dia!!!!!!