Servidores consideram proposta do prefeito ao plano ruim e sem nenhum ganho. Sinsep realiza assembleia amanhã

"Aumento real na existe, o prefeito está estabelecendo um dízimo", disse um servidor

Reunião com o prefeito para apresentação da proposta que não animou servidores
Reunião com o prefeito para apresentação da proposta que não animou servidores

“Não teve boa recepção dos servidores a proposta do prefeito Luciano Leitoa de conceder apenas 10 por cento sobre o vencimento dos servidores que aguardam pelo plano de cargos há quase 30 anos”, disse um servidor ao blogdoribinha. A proposta será apresentada na assembleia geral marcada para próxima sexta-feira, 27.  "Dez por cento é muito abaixo do que o SINSEP apresentou,  da forma que propõe o prefeito, -parcelado em três anos-, ainda é pior", disse outro servidor”.

Mesmo antes de divulgar a proposta em assembleia geral, a Diretoria do SINSEP não se surpreendeu com a exposição do governo pelo fato ter explorado a publicação da proposta no site e na imprensa oficial, o que já é de praxe, usando dessa artimanha para confundir a sociedade, o  governo e o prefeito, "ficam bem visto na opinião pública e pelos servidores", disse membro da diretoria ao blog.

Exploração na mídia. Fora de contexto

Segundo o blog levantou, as palavras da Presidente Isabela Ferreira na reunião de ontem, 25, e quem vem sendo explorada pela mídia oficial, estão fora do contexto. Apesar de reconhecer que o SINSEP sempre foi atendido quando solicitou reuniões com prefeito, isso não quer dizer que na maioria das vezes o prefeito atendeu às reinvindicações levadas a ele, pelo contrário, o que o SINSEP conquistou, por mínimo que seja, foi luta da categoria, sendo que a maior de todas as reinvindicações sempre é desfigurada pela equipe do prefeito, no caso o PCCV, disse Isabela Ferreira.

Retiraram direito da servidora

No caso da servidora Gildete dos Anjos, por exemplo, ela não teve nenhum benefício na gestão Leitoa, pelo contrário, teve sim a retirada de conquistas, arbitrariamente, do contracheque gratificações que recebia há mais de vinte anos. O Caso está na justiça. “Antes eu recebia salário, hoje recebo migalhas”, disse a servidora com mais de 35 anos de serviço na Prefeitura.

Luta dos servidores

Durante a reunião, o prefeito ao falar que os servidores nunca tiveram um bom tratamento em administrações anteriores, foi retrucado imediatamente pelo vice-presidente do SINSEP, Júlio César, que disse imediatamente ao prefeito que todos os benefícios de auxílio-transporte, extinção de complemento de salário mínimo e aumentos mínimos de 25 reais acima do salário mínimo, foi resultado da luta dos servidores e não por vontade espontânea do gestor.

Nível salarial baixíssimo

Atualmente os servidores efetivos de nível fundamental e médio recebem de vencimento-base apenas 981 reais e os de nível superior entre 1.500 a 1.800 reais, com exceção dos médicos concursados, que recebem um pouco mais 2.100,00 de vencimento. Enquanto isso alguns assessores comissionados de gabinete de secretário recebem salário de 8 mil 200 reais e secretários são privilegiados com aumento absurdos de 100 por cento em suas gratificações chegando a perceber por mês mais de 13  mil reais.

O sindicato reúne a categoria que deverá avaliar a proposta feita pelo prefeito para somente assim adotar novo canal do diálogo com a gestão municipal.