Um ano de gestão pública equilibrada

Observando-se atentamente, o Piauí avança no seu desenvolvimento com a participação equilibrada do poder público. O poder público exerce papel preponderante no desenvolvimento do Estado, agora como nunca, diante da necessidade imperiosa de administração da crise pela qual está saindo o país. A qualidade da gestão pública associada a potencialidade de reservas inexploradas do Estado faz do Piauí um porto seguro para investimentos. No que pese as dificuldades econômicas, o Piauí atravessa o ano de 2017 com saldos positivos de gestão. A opinião aqui é amparada no equilíbrio em que se manteve o governo do Piauí em todo o decorrer deste ano. O Governador Wellington Dias, atento ao regular funcionamento da máquina, sem contudo descuidar de investimentos importantes para o desenvolvimento do Estado, passa uma imagem tranquilizadora de gestão pública. Dentre as medidas que lhe tem dado o merecido destaque, a manutenção de um calendário de pagamento do funcionalismo público atualizado. Essa iniciativa, sem dúvidas, gera tranquilidade de gestão. Terminado este ano, pode-se dizer: O Piauí atravessa o ano de 2017 de cabeça erguida, o que é um bom sinal nesse momento em que o país inicia retomada da economia. A qualidade da gestão pública associada a sua potencialidade de reservas inexploradas faz do Piauí um porto seguro para investimentos. A manifestação aqui explicitada parte do princípio de que é dever cívico reconhecer o bem público desenvolvido como uma das mais belas peças de ação humanitária. Que a gestão pública de 2017 seja um alicerce para melhoramentos no ano de 2018!