Oscar não vê erro em confusão: "Quem joga futebol sabe que é uma ação normal"

Meia brasileiro, que ganhou apoio do técnico, se defende após iniciar confusão por bolada em dois adversários: "Eu sou um jogador dedicado e tenho grande respeito pelo espírito do esporte"

Oscar foi um dos protagonistas do empate em 1 a 1 entre Shanghai SIPG e Guangzhou R&F, mas não necessariamente pelo futebol apresentado em campo. No fim do primeiro tempo, Hulk tirou um adversário no corpo e driblou outro, e a bola sobrou para Oscar, que foi tentar ganhar o lateral e acertou duas boladas em jogadores do Guangzhou R&F.

Começava a confusão. O camisa 8 foi derrubado logo em seguida por Chen Zhizhao (aquele mesmo que jogou pelo Corinthians), enquanto atletas dos dois times trocavam empurrões (assista aqui ao vídeo). Huan Fu (Shanghai) e Tixiang Li (Guangzhou) foram expulsos, e o brasileiro escapou sem receber cartão. Após o jogo, Oscar viu o lance como jogada normal.

- Isso não existe. Eu sou um jogador dedicado e tenho grande respeito pelo espírito do esporte. Quem joga futebol sabe que é uma ação normal – disse, em entrevista ao site Sina.com.

O técnico da equipe, o português André Villas-Boas, defendeu a atitude de Oscar, que chamou de "passional".

- O Oscar não é sujo. Ele tentava mostrar espírito de luta, e a partida foi muito intensa. Ele queria ajudar o time, mas também entendo que este tipo de conflito deveria ser evitado – disse o treinador do Shanghai SIPG.
 
O Guangzhou R&F pediu desculpas pelos cinco cartões amarelos e o vermelho recebidos durante a partida. O 'mea culpa', porém, pode não ser suficiente para a Federação Chinesa (CFA), muito preocupada com a imagem do futebol nacional. Em março, um jogador chinês do Shanghai Shenhua, da primeira divisão, foi suspenso por seis meses por ter pisado de forma violenta no pé do belga Axel Witsel, atleta do Tianjin Quanjian.

Mais lidas nesse momento