Parques nacionais são destaque na visita de jornalistas da Europa

ICMBio administra unidades de conservação com foco no diálogo e na conservação ambiental

Considerado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), como Patrimônio Cultural da Humanidade, o Parque Nacional Serra da Capivara, com área de 129 mil hectares na região sudeste do Piauí, foi o grande destaque da primeira etapa da viagem de um grupo de 12 jornalistas da Alemanha, Áustria e Suíça que percorrem até o dia 27 de março o território piauiense para conhecer as principais unidades de conservação federal.

Além de visitar e conhecer detalhadamente alguns dos mais significativos sítios arqueológicos da Serra da Capivara, o grupo coordenado por Uwe Weibrecht faz parte de uma press trip organizada pela Associação ProBrasil em parceria com o Instituto Ecológico Caatinga (IEC), a Federação de Jornalistas Científicos da Alemanha (WPK), e o apoio do Governo do Piauí, teve a oportunidade de debater diversos temas ligados ao gerenciamento do parque nacional com as analistas ambientais do ICMBio Luciana Nars e Fátima Guedes.

Foto: André Pessoa
Foto: André Pessoa


Luciana Nars possui mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural pela Universidade de Brasília e ocupa a chefia do Parque Nacional Serra da Capivara. Falando em inglês para os jornalistas, ela explicou que o parque está com sua integridade assegurada e o foco tem sido o envolvimento das comunidades do entorno através da revitalização do conselho gestor que conta com representantes de diversos organismos governamentais e não governamentais, incluindo associações de pequenos produtores locais. Nars salientou ainda que a efetiva aplicação do Plano de Manejo que define as diretrizes para a administração, linhas de pesquisas e uso público do parque deve ganhar prioridade nos próximos meses.

Quem também ajudou a explicar os desafios de gestão de uma unidade de conservação de tamanha importância foi a bióloga Fátima Guedes que é Mestre em Genética e Evolução pela Universidade Federal de São Carlos e trabalhou como analista ambiental do Ministério do Meio Ambiente. Atualmente ela trabalha no Parque Nacional Serra da Capivara e pretende aplicar na região toda a experiência que acumulou na última década trabalhando com conservação ambiental.

Por dois dias, elas participaram de um extenso bate papo com o grupo de jornalistas e tiveram a oportunidade de explicar as peculiaridades da Serra da Capivara e como o órgão ambiental tem dedicado prioridade para a conservação da unidade que é guardiã de um imenso tesouro científico, cultural e ambiental. Os encontros aconteceram na região da Serra Vermelha e da Serra Branca, áreas com características bem diferentes e que mostram a diversidade dos ecossistemas da Serra da Capivara.

Os jornalistas conheceram ainda o Parque Nacional Serra das Confusões, na região de Caracol e atualmente com área de 825 mil hectares, considerada a maior reserva de Caatinga do Bioma. Os repórteres europeus percorreram trechos da unidade de conservação e tiveram a oportunidade de conversar com o chefe do parque, José Wilmington Paes Landim. Engenheiro agrônomo por formação, Mitinha como é mais conhecido na região, explicou as peculiaridades da reserva que gerencia desde 1999 e os desafios para garantir a preservação de uma área imensa e praticamente inacessível. "Confusões têm cerca de 80% de seu território ainda desconhecido, selvagem, um verdadeiro paraíso para pesquisadores que desejam mergulhar profundamente na Caatinga", finalizou.

De São Raimundo Nonato, a comitiva segue para Teresina onde terá encontros com diversas autoridades. Da capital a próxima parada será no Parque Nacional Sete Cidades. Em seguida, os jornalistas vão conhecer o Delta do Parnaíba e o litoral do Piauí. Uwe Weibrecht acredita que a divulgação do Piauí na Europa deverá incrementar o turismo e ajudar no desenvolvimento sustentável do estado.