Homens armados ameaçam pessoas durante prévia de carnaval; Iate Clube confirma presença de PM

Denúncias dão conta de que acusado seria um policial militar

(Atualizada às 17h25)

O Iate Clube de Teresina divulgou nota na tarde deste domingo (05), sobre a confusão que aconteceu na noite de ontem durante uma prévia de carnaval. As informações dão conta que dois homens armados causaram pânico ao ameaçar várias pessoas que estavam na festa. Em nota, o Iate Clube de Teresina confirmou a presença do policial militar e afirmou que o mesmo teria dito na portaria que estava armado, mas que se tratava de uma operação.

Ainda, de acordo com a nota, no momento da confusão, a polícia militar foi acionada e teria levado o PM à Central de Flagrantes acompanhado do chefe da segurança privada do evento , para que o mesmo fizesse a queixa do ocorrido.

“É necessário que a Legislação que regulamenta a presença de policiais armados em eventos com grandes aglomerações seja reformada, para evitar a exposição de pessoas inocentes a ações de agentes despreparados. Nós, realizadores de eventos, aí sim poderemos impedir o acesso de qualquer agente de polícia em shows e casas de espetáculos portando armas. Já externamos nossa preocupação para autoridades da área de segurança em outras oportunidades”, diz a nota .

Confira a nota na íntegra

Nota de Esclarecimento 

Sobre o incidente envolvendo ação de policial militar,  devido à desentendimento com alguns foliões presentes a festa, ocorrido durante a realização da prévia  BAILE DO PIRATA no Iate Clube, a organização do evento presta os seguintes esclarecemos:

1. Recebemos na portaria o policial. 

2. O mesmo identificou-se e solicitou acesso através de gratuidade .

3. Informou que encontrava-se armado , mas em operação.

4. A equipe de portaria, como de praxe, tirou fotografias dos seus documentos , fez o cadastro da sua presença no evento e pegou numeração da sua arma.

5. Quando do ocorrido , acionamos a Polícia Militar do Piauí , que levou o PM para a Central de Flagrantes , acompanhado do chefe da segurança privada do evento , para que o mesmo fizesse a queixa do ocorrido.

Esperamos que :

1. A Policia Militar do Maranhão tome providências cabíveis no sentido de  penalizar o PM .

2. É necessário que a Legislação que regulamenta a presença de policiais armados em eventos com grandes aglomerações seja reformada, para evitar a exposição de pessoas inocentes a ações de agentes despreparados. Nós, realizadores de eventos, aí sim poderemos impedir o acesso de qualquer agente de polícia em shows e casas de espetáculos portando armas. Já externamos nossa preocupação para autoridades da área de segurança em outras oportunidades .

Lamentamos, também, o fato de um jovem policial, em início de carreira , haja de forma torpe , objetivando reafirmar sua força, portando uma arma diante de uma multidão .

Reafirmamos nosso compromisso de ter, ao nosso lado, uma equipe de segurança preparada , homologada pela Polícia Federal  e que em momento algum agiu de

rompante. Mesmo em meio a uma situação de extremo perigo, soube portar-se sem causar maior agitação no PM supra citado , visando evitar um mal  maior .

Certos de que tomamos todas as medidas cabíveis, mesmo seguindo uma orientação que não concordamos, que é admitir a circulação de policiais em uma festa armado , reiteramos nosso compromisso de tentar, ao máximo, garantir a segurança do público presente.

Atenciosamente

IATE CLUBE DE TERESINA

FLYER

KALOR PRODUÇÕES

 

Homens armados assustam e ameaçam pessoas durante prévia de carnaval em Teresina

Dois homens armados causaram pânico ao ameaçar várias pessoas na noite do último sábado (04) durante uma tradicional prévia de carnaval em Teresina. A ação de um deles foi filmada pelas pessoas no local, que assustadas corriam e se afastavam do acusado. A suspeita é a de que ele seja um policial militar.

Testemunhas e conhecidos denunciam que o acusado se trata do policial militar José Hilton, que está lotado na Companhia de Policiamento Rural da cidade de Colinas (MA).

Vídeos feitos no local mostram que o acusado se envolveu em diferentes discussões e assustadas várias pessoas saíram do local, ou se esconderam. Testemunhas denunciaram que a ação dos seguranças da festa foi falha, e que em diversas ocasiões poderiam ter rendido o rapaz, e nada foi feito.

Segundo depoimentos relatados nas redes sociais, outro acusado, ainda não identificado pela polícia, importunava as pessoas em sua volta desde o início da festa. Uma das vítimas de seus abusos verbais relatou que pediu para que se afastasse, ele levantou a camisa e ameaçou, mostrando que estaria armado.

Veja denúncia feita nas redes sociais:

Veja abaixo os vídeos que circulam nas redes sociais:

Mais lidas nesse momento