Secretaria de Saúde confirma paciente de 13 anos com H1N1 em Teresina

A Sesapi inicia dia 23, a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (H1N1)

Atualizada às 13h42

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) confirma um caso de Influenza A H1N1, de uma paciente, em Teresina. A confirmação ocorreu nessa quinta-feira (19), durante um trabalho conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde da capital.

De acordo com a Sesapi, a paciente, de 13 anos, tem co-morbidade associada, pneumopatia crônica e está internada em UTI, com ventilação mecânica e estável. O caso foi descoberto no plantão que a Vigilância Epidemiológica da FMS realiza todos os fins de semana nos hospitais públicos e privados da capital, em uma busca ativa de casos de doenças/agravos de notificação compulsória e de importância em saúde pública.

Segundo Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde da FMS, as equipes estão preparadas para realizar a conduta correta do atendimento em casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave - que pode ser uma complicação da influenza - e incentivando o tratamento com a medicação sintomática e o antiviral fornecido pelo SUS.

Teresina notificou em 2018, 39 casos de SRAG. Destes, 15 deram negativo para influenza e 19 confirmados para outros vírus. Um foi confirmado para H1N1 e quatro estão aguardando resultado de exames laboratoriais. “Lembramos que estes casos ocorrem entre indivíduos pertencentes aos grupos de risco, por isso, pedimos a todos que não deixem de se vacinar”, alerta Amariles Borba.

Campanha de Vacinação

A Secretaria de Estado da Saúde inicia, nesta segunda-feira (23), a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (H1N1). A campanha segue até 1º de junho de 2018 e o dia D é 12 de maio.  No Piauí, espera-se vacinar aproximadamente 800 mil pessoas.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A população deve procurar os postos de vacinação dos seus municípios.

Público a ser vacinado:

- Pessoas com 60 anos ou mais de idade;
- Crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias);
- Gestantes;
- Puérperas;
- Trabalhadores da saúde;
- Povos indígenas;
- Grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais(como o caso da adolescente);
- Professores das escolas públicas e privadas;
- Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
- População privada de liberdade;
- Funcionários do sistema prisional.

Mais lidas nesse momento